VI Prêmio Escambau de Microcontos

27/01/2018
Palavra do dia: Cabana
Reunidos em uma cabana, os sobreviventes acenderam a última vela restante contra os Demônios das Sombras. Planejaram uma sobrevida de uma semana e elegeram o mais velho e mais sábio do grupo para protegê-la. Assim que todos adormeceram, o tal vigia encarou a chama e encheu seus pulmões de ar.

21/01/2018
Palavra do dia: Filósofo
Tudo ia bem até o terceiro gole – a regra ela clara. Começava como analista financeiro, durante os petiscos era cientista político. Quando chegava na saideira, filósofo. No dia seguinte, ressacado, reclamava como um crítico de cinema.

20/01/2018
Palavra do dia: Macarrão
Como chef da recepção, preparou ao patrão um menu inesquecível: lhe abriu um rasgo que ia do baixo-ventre até o peito, expondo uma malha de vísceras e sangue feito macarrão à carbonara.

16/01/2018
Palavra do dia: Paraódia
“Poeta”, disseram uns. “Dotado da divina providência”, 
outros. Apenas um jovem escritor catapultado como semideus. Há duas semanas fora paráfrase dos seus antecessores. Esquecido na lista dos mais vendidos, hoje, se tornou paródia.

09/01/2018
Palavra do dia: Vidro
O amor é vidro. Ódio é diamante. Dia sim, dia não, Marina ia quebrando.

08/01/2018
Palavra do dia: Eco
Durante semanas, passou em frente a gruta para gritar o próprio nome. “Nina!”, “Nina!”, “Nina!”. Era magnética a forma como o eco lhe respondia, parecia criar vida para atendê-la.
Ao final do mês, ela gritou: “Nina!”.
O buraco respondeu: “Venha!”.
Ninguém entendeu porque Nina queria se mudar.

0 comentários:

Postar um comentário